MATÉRIAS

 

Guns N' Roses: canção polêmica ficou de fora do relançamento

Como alguns notaram, este relançamento mega-hiper-ultra-blaster do "Appetite For Destruction" traz praticamente na íntegra o "Lies", também chamado "G N´ R Lies", segundo álbum da banda, na verdade um EP, lançado originalmente em 1988.

Na prática, as sete primeiras faixas do disco estão presentes, exceto a última, a polêmica "One In A Million", vamos conferir o conteúdo do CD 2, intitulado "B-SIDES N´ EPS: REMASTERED"

Reckless Life
Nice Boys
Move To The City (Live)
Mama Kin
Shadow Of Your Love (Live)
You´re Crazy (Acoustic Version)
Patience
Used To Love Her
You´re Crazy
It´s So Easy (Live)
Knockin´ On Heaven´s Door (Live)
Whole Lotta Rosie (Live)

E agora vamos comparar com o tracklist do EP "Lies"; primeiro as quatro primeiras músicas que apareceram originalmente no "Live ?!*@ Like a Suicide"

1 - "Reckless Life" (Hollywood Rose cover)
2 - "Nice Boys" (Rose Tattoo cover)
3 - "Move to the City"
4 - "Mama Kin"

Depois as quatro últimas que são versões acústicas de 1988:
5 - "Patience"
6 - "Used to Love Her"
7 - "You´re Crazy"
8 - "One in a Million"

Sobre "One in a Million", eis o que consta no texto originalmente publicado em 2012 aqui no Whiplash.net, assinado por William Douglas:

"One in a Million" é a 8ª música do "GnR Lies" de 1988, e se destaca não só por suas muitas polêmicas mas também pelo fato de ter sido uma das primeiras canções escritas completamente por Axl Rose, sem a participação de nenhum outro integrante da banda.

Antes do lançamento de Lies, os membros da banda tentaram inutilmente convencer Axl a retirar a música do album, e Axl não só não aceitou como ainda pôs na contra-capa uma manchete de jornal falsa assinada por ele mesmo onde em tom de brincadeira criticava a música, uma previsão do que realmente aconteceria já que a cançõa foi acusada de ser homofóbica, além de atacar policiais e imigrantes, e foi muito mal recebida pela critica e por críticos em geral.

Axl defendeu a música dizendo que não era homofóbico e citou como seus ídolos Freddie Mercury e outras personalidades assumidamente gays. Algum tempo depois assumiu que o verso mais controverso da música - "Imigrantes e bichas/ Não fazem sentido para mim/ Eles vem para nosso país/ E acham que podem fazer o que quiserem/ Como começar um mini Iran/ Ou disseminar doenças horríveis/ Eles falam de tantas malditas maneiras/ É tudo grego para mim" - não eram necessários e realmente foram pesados demais, apesar de continuar defendendo que eles foram mal interpretados.

 

Autor: FONTE: https://whiplash.net/materias/news_767/282478-gunsnroses.html

Postada em: 05/05/2018

 

 

 

PEDIDOS

NOME

CIDADE / ESTADO

PEDIDO

TOP 10

1

VELHA MISTURA
GOLPE DE ESTADO

2

REALIDADE DISTORCIDA
REMOTO CONTROLE

3

AQUARELA DO BRASIL
MADE IN BRAZIL

4

LOVE INFERNAL
POISONBLACK

5

HUMANIDAD ( LA FURIA DEL HOMBRE )
ÈNTOMOS

6

OBRA PRIMA
AMARGO MALTE

7

FALSOS AMIGOS
LORO JONES

8

AL ATAQUE
ACIDO

9

THE ONE YOU KNOW
ALICE IN CHAINS

10

COMÉDIA ROMANTICA
LEGIÃO URBANA

 

 

PARCEIROS

Rádio Rock Nation - Todos os direitos reservados

Streaming e Hospedagem By HOST RIO PRETO