ENTREVISTAS

 

Entrevista Kiko Louco ( Agitador Cultural , Músico e Fotógrafo )

 

Há um bom tempo na estrada da música, Kiko Louco, que tem no currículo por exemplo a excelente banda Truculenta, lança o Ex-Quesito , um Fanzine sensacional e nós vamos bater um papo com ele que você confere na Entrevista Abaixo:


Marcelo Santos : Kiko Louco , como foi que você iniciou na música propriamente dita?

Kiko Louco :  Cara, como ouvinte foi lá nos primórdios ouvindo os vinis do Black Sabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, e outras bandas mais. Pegávamos os bolachões emprestados escondidos da irmã de um vizinho na zona norte de Sampa nos idos do final dos anos 70’s, na década dos anos 80’s comecei a ouvir muito som punk, pois o movimento era muito forte nesse tempo que inclusive foi através do movimento fui apresentado para o sk8board. Como musico foi um tanto inusitado (Risos), quando formamos nossa primeira banda alguns integrantes não sabiam tocar nenhum instrumento e eu era um deles então a treta era pra ver quem seria o guitarrista, a disputa foi no acirrado par ou impar, quem perdesse iria assumir o contrabaixo da banda e eu felizmente fui derrotado e tive que aprender a tocar o baixão (Risos). Confesso que na época fiquei muito “puto”, pois queria mesmo era  tocar guitarra, mas depois me apaixonei pelo instrumento, nos casamos e estamos juntos até hoje (Risos). Acho que foi assim minha iniciação na musica propriamente dita.

Marcelo Santos : Quais são as suas preferências musicais na cena underground atual?

Kiko Louco :  A cena underground atual existe ótimas bandas em variados estilos, lógico que também aparece uma ou outra banda que deixa a desejar, mas a grande maioria são bandas excelentes. Poderia até citar as minhas preferências musicais da cena underground, mas são tantas que poderia cometer uma injustiça deixando de citar alguma banda que mereça destaque. 

Marcelo Santos : Em sua opinião, como é o incentivo a artistas do seu gênero na região?

Kiko Louco :  Ótima pergunta! Na minha humilde e singela opinião o incentivo a artistas do meu gênero na região é praticamente nulo, sendo que o artista é que tem que fazer tudo acontecer, ou seja, tem que colocar a faca entre os dentes e ir pra cima mesmo, na cara e na coragem. Infelizmente!

Marcelo Santos : Pretende num futuro próximo retornar com a Banda Truculenta?

Kiko Louco :  Sim, pretendo retornar com o projeto da Banda Truculenta em um futuro próximo, mas de uma forma diferente do passado, utilizando a experiência adquirida durante os anos de musica para identificar quem são os “vampiros da cena” que não irão fazer parte do projeto saca?  


Marcelo Santos : Como surgiu a idéia do Ex - Quesito e por que tomou a iniciativa de criar esse fanzine?

Kiko Louco :  A ideia do Ex-Quesito surgiu para resgatar uma forma de divulgação das antigas e que poucas pessoas continuaram fazendo depois da internet e a iniciativa foi tomada para abrir um espaço para o pessoal do underground mostrar um pouco mais seus trampos. Espaço este cada vez mais raro.

Marcelo Santos : Que efeito você espera que o Fanzine tenha na cena e na divulgação das bandas especialmente em Sampa?

Kiko Louco :  Espero que o efeito seja bastante positivo e que contribuir de alguma forma para a divulgação das bandas, pois nem sempre as bandas tem como divulgar seus trampos, faltam espaços para divulgação e também espero contribuir principalmente para uma maior união da cena underground.
Marcelo Santos : Como consegue conciliar Banda, Fanzine e Fotografia?

Kiko Louco :  É muito difícil conciliar tudo o que faço por prazer, o dia é muito curto para fazer tudo o que tem que ser feito sabe? Quem sabe se aumentar o dia para 48 horas (Risos). Brincadeiras a parte, sempre se consegue conciliar as tarefas que queremos realmente fazer.

Marcelo Santos : Quais são os seus planos para 2018?

Kiko Louco :  Meus planos para 2018 são trampar cada vez mais o Ex-Quesito, continuar com o trampo de fotografias para divulgação das bandas e investir cada vez mais em registros em vídeos também, algo que já estou fazendo com meu brother e mestre Denis Vitor o vulgo Troy através da Imagine-Imagens e também voltar para os palcos em breve que é realmente o meu habitah natural pra ver se  coloco um fim nessa crise de abstinência pela falta da adrenalina que os palcos fornecem.


Marcelo Santos : Gostaria de lhe agradecer imensamente pela entrevista e dizer que apreciamos muito o seu trabalho na cena e que pode sempre contar com a Rádio Rock Nation para todos os seus projetos. Forte Abraço e tamo junto.

Kiko Louco :  Eu que agradeço imensamente pela oportunidade dessa entrevista e também por todas as oportunidades e o apoio que você e todos da Rádio Rock Nation sempre tem dados, não somente para os meus projetos, mas para todos da cena underground. Muito obrigado, vida longa a Rádio Rock Nation. Eh Nóixxx... Tamos juntos \o

 

Fonte:

Postada em: 14/03/2018

 

 

 

PEDIDOS

NOME

CIDADE / ESTADO

PEDIDO

TOP 10

1

Jogador
Kamboja

2

All Goes Down
Noizzy

3

Olho Animal
Patrulha do Espaço

4

Na Lona
Kim Kehl & Os Kurandeiros

5

Pull The Trigger
Torture Squad

6

Judgement Of Egypt
Seventh Sign From Heaven

7

Troozão da Net
Roosevelt Bala

8

Inside The Box
Fireheat

9

A Casa das Flores sem Cor
Lybra

10

Fuel To My Head
Bloody

 

 

PARCEIROS

Streaming e Hospedagem By HOST RIO PRETO