ENTREVISTAS

 

Poeira Cósmica - O Nosso Black Sabbath

POEIRA CÓSMICA - O NOSSO BLACK SABBATH 


Nessa Entrevista caros leitores faço um bate papo sensacional com Alexandre Gallo da banda Poeira Cósmica e com certeza vocês irão curtir, vamos logo ao que nos interessa:

Marcelo Santos : Bom grande Gallo,  é uma honra bater esse papo bem rock n roll com você e gostaria logo de começar perguntando como foram as dificuldades encontradas em todos os aspectos para a gravação 1º trabalho do Poeira Cósmica?

Gallo : A honra é nossa Marcelão, obrigado por mais essa oportunidade em divulgarmos um pouco da história do Poeira Cósmica. Para gravar o 1° CD, que começou em 2008/09 não foi fácil, assim como eu acredito que não é fácil para as bandas de rock autoral independente. O Mosso, nosso baixista, teve a ideia de remontar a banda, um trabalho que começou em 89 e finalizou em 92, pegamos todas as nossas 9 músicas que compusemos no passado e decidimos regravar claro, aproveitando nossa experiência como músicos adquirido ao longo dos anos. O Mosso chamou um amigo que já havia tocado com ele em outra banda, o Jovas na bateria e começamos o processo de gravação. Sem muitos recursos e esbarrando na falta de interesse empresarial e das gravadoras, bancamos do nosso bolso e em 2010 lançamos o CD, incluímos uma faixa inédita, Witch's Day ( a única em inglês ) com uma tiragem de 300 cópias. Foi a realização de um sonho!

Marcelo Santos : Como foi o processo de composição e de gravação  quem participou , quem foi o responsável pela produção ? Em outras palavras nos conte um pouco do início ao fim da gravação do 1º trabalho da Banda:

Gallo : Quando reformulados a banda em 2008 tivemos que literalmente começar do zero. Eram músicas compostas e tocadas a quase 20 anos atrás – rsrsrsrs e escolhemos á princípio, o Estúdio Spectrum. Não foi fácil alinhar o som, eu tocava em uma banda cover, o Mosso estava em outra banda e o Jovas tinha uma pegada mais punk rock enfim, muitas diferenças musicais. Mas nos demos muito bem, o Mosso e eu já éramos amigos de infância e começamos juntos a curtir os mesmos sons, as mesmas bandas de rock e aos poucos, fomos regravando as músicas e fazendo os novos arranjos. Quando nos sentimos confiantes, pagamos uma sessão de 8 horas no mesmo estúdio Spectrum e gravamos Sombras, Cavaleiros da Morte, Lady Snake e Ventos Uivantes. À princípio o resultado agradou, não tínhamos muitos parâmetros de qualidade anteriores a não ser em fitas cassete então, achávamos que o resultado foi satisfatório. Após uns 4 meses, retornamos para finalizar as demais, Fugindo da Noite, Poeira Cósmica, Sangue Com Caramelo, The Sunshine e Pensamentos. Quando o produtor mixou e nos deu o CD como amostra eu particularmente não curti, achei que faltava peso nas músicas, principalmente a bateria, parecia uma bateria de banda pop. Não dá, né – rsrsrsrs. Foi aí que eu sugeri aos demais que precisávamos mudar de estúdio, os caras não queriam mas prevaleceu a minha sugestão, o Estúdio Latitude do nosso futuro amigo Elias Aftim, sugerido por um amigo meu. Ele ouviu a master, entendeu o que eu queria e literalmente ressuscitou as faixas mas 1 não teve jeito, a faixa Poeira Cósmica teve que ser regravada. No CD original você percebe a diferença de sonoridade e foi aí que percebemos que o erro não estava muito na mixagem mas na captação do som. Como a grana estava curta, deixamos o Elias remixar a master original com todas as músicas gravadas no Spectrum e gravamos a inédita Witch's Day. Com isso, enviamos para a prensagem e lançamos o CD em 2010.

Marcelo Santos : Bom em cada trabalho que ouço de banda autoral , sempre existe alguma canção que acaba me tocando profundamente seja pela melodia, voz, harmonia , letra e tal , e no 1º  eu me amarrei na música " Cavaleiros da Morte" . Poderia nos contar oque essa canção quer nos transmitir e que idéia vocês tinham em mente ao compor essa letra?

Gallo :  Muitos não sabem mas essa música foi composta pelo vocalista Roberto Parreira em parceria com um amigo dele, o guitarrista Rogério Schatzman. O Roberto seria nosso vocal quando começamos em 89 mas como perdemos o contato com ele, fizemos a banda no formato já conhecido por todos comigo no vocal. A letra é bem direta, na época e principalmente atual, fala da violência das ruas, o medo de sair de casa e não retornar vivo. Os “cavaleiros da morte nada maus são que os assassinos que nos tiraram a liberdade de ir e vir. Essa foi a ideia quando a música foi composta e mais do que nunca é uma letra muito atual.

Marcelo Santos : Gallo  como tem sido a repercussão do trabalho de vocês não só nas redes sociais e mídias digitais mas também pelo público ? tenho percebido grandes elogios  de pessoas gabaritadas para fazer criticas sejam elas construtivas sempre e pelo que acompanho tem sido um sucesso dentro do possível . Procede isso ou estou equivocado?

Gallo :  Sim meu amigo, procede e nós agradecemos muito a você e a equipe da Rádio Rock Nation em divulgar e acreditar no nosso som. O público é muito receptivo nos shows, sempre que terminamos uma apresentação temos mais elogios positivos do que negativos e isso nos alegra e nos motiva muito. Nossa fan page no Facebook e Instagram sempre é muito curtida mas na contramão de tudo isso vem o desinteresse da grande mídia, das gravadoras ditas “importantes que estão mais preocupadas em lançar todo o tipo de lixo que estamos vendo e/ou apostar em fórmulas batidas como sertanejo ou baladas mela cueca. É triste mas é a realidade e isso faz com a que banda hoje seja apenas um hobby, uma diversão para nós, nossos amigos e os apreciadores do nosso trabalho.

Marcelo Santos : Gostaria de saber Gallo , qual foi o momento de maior dificuldade na trajetória da banda até hoje e qual foi o momento crucial o mais importante para que a banda continue fazendo oque melhor sabe fazer que é Rock N Roll Autoral. Quais foram?

Gallo : Marcelão, como eu disse anteriormente a falta de interesse empresarial e das gravadoras fazem com que a banda fique em 2° plano, todos nós temos nossos empregos regulares e isso nos entristece bastante, gostaríamos de viver de música mas se fizermos isso, literalmente morrermos de fome. O que nos motiva em continuar são atitudes como a sua e da Rádio Rock Nation e principalmente nosso pequeno e fiel público. Às vezes pensamos em parar, achamos que a nossa música não é suficientemente boa e talvez seja por isso que não fazemos sucesso mas quando temos um retorno positivo como o seu e do público, isso nos motiva em continuar.

Marcelo Santos : Oque você meu amigo e batalhador no Rock , Gallo , acha que falta na cena para que as pessoas apóiem mais , que as panelinhas acabem pois querendo ou não existem e são evidentes não adianta algumas pessoas no meio tentarem mascarar pois pessoas inteligentes tem olho singelo e enxergam . Oque falta pro Rock engrenar no Brasil?

Gallo :  Cara, sendo bem sincero ( e me incluo nisso ), temos que parar de viver no passado, de idolatrarmos, apesar de justo, nossos ídolos dos anos 60 e 70. Ou as bandas dessas épocas estão se aposentando ou os músicos morrendo ( vide Dio, Lemmy, etc ), temos que apostar em novas bandas mas pra que isso aconteça tem que haver interesse empresarial, interesse das gravadoras, eventos que promovam essas bandas desconhecidas para então, se tornarem conhecidas e famosas. Se isso não acontecer, o rock no Brasil ficará limitado justamente nessas panelinhas que você acertadamente citou.

Marcelo Santos : Bom chegamos ao fim desse bate papo interessante , e agora como os interessados podem adquirir o material de vocês , como empresários e produtores podem contratar a banda para shows ? Só tenho a agradecer a ti pela amizade e também por nos brindar com esse maravilhoso Rock N Roll regado á Black Sabbath com certeza". Abraços e sucesso.

Gallo : Eu é que agradeço a você meu amigo pela amizade que fizemos graças ao excelente trabalho da sua Rádio Rock Nation. Foi esse trabalho que nos aproximou e fez com que essa amizade existisse. Para adquirir nosso material e conhecer um pouco mais da banda basta acessar nossa página no Facebook https://www.facebook.com/bandapoeiracosmica/, no Instagram banda_poieira_cosmica ou nossa página https://poeiracosmica.wixsite.com/meusite. É obrigado pelo elogio relacionado ao Black Sabbath, realmente é a minha referência como músico e a característica do nosso som aliás, o 2° CD que sairá em breve terão 4 músicas tributo ao Sabbath. Aguardem! Abraços meu amigo!

 

Entrevistador : Marcelo Santos

 

Fonte:

Postada em: 09/03/2018

 

 

 

PEDIDOS

NOME

CIDADE / ESTADO

PEDIDO

TOP 10

1

Jogador
Kamboja

2

All Goes Down
Noizzy

3

Olho Animal
Patrulha do Espaço

4

Na Lona
Kim Kehl & Os Kurandeiros

5

Pull The Trigger
Torture Squad

6

Judgement Of Egypt
Seventh Sign From Heaven

7

Troozão da Net
Roosevelt Bala

8

Inside The Box
Fireheat

9

A Casa das Flores sem Cor
Lybra

10

Fuel To My Head
Bloody

 

 

PARCEIROS

Streaming e Hospedagem By HOST RIO PRETO